QuintoAndar compra SíndicoNet, startup de serviços para condomínios

A imobiliária digital vai investir em tecnologia para que a startup possa acelerar sua expansão. O valor da transação não foi divulgado

O unicórnio brasileiro QuintoAndar, que atua como uma imobiliária digital, anuncia ter adquirido a operação da startup SíndicoNet, especializada em serviços para condomínios. Os sócios da empresa adquirida, Julio Paim, Marjorie Albuquerque e André Agostinho, continuarão liderando o negócio. O valor da transação não foi divulgado. 

O SíndicoNet foi criado há 20 anos para ser um portal de comunicação e serviços para síndicos e administradores de condomínios. A plataforma da empresa tem mais de 1 milhão de acessos por mês. Além de conteúdo para a capacitação de profissionais, ela oferece acesso ao CoteiBem, um marketplace de serviços de manutenção predial com mais de 5.000 fornecedores cadastrados. 

  • A pandemia mostrou que a inovação será cada dia mais decisiva para seu negócio. Encurte caminhos, e vá direto ao ponto com o curso Inovação na Prática

“Essa é uma oportunidade única para o SíndicoNet. Vamos absorver e trocar muito conhecimento e experiências com o QuintoAndar, que é referência em inovação e visão de mercado. A ideia é canalizar isso na evolução do nosso produto e no que a gente oferece aos nossos clientes”, diz Júlio Paim, presidente do SíndicoNet.

Com a aquisição, o QuintoAndar vai investir em tecnologia para fortalecer o modelo de negócio da empresa e ampliar sua atuação no mercado nacional. “A experiência deles é a sua principal força e estamos confiantes que, com nosso apoio, o SíndicoNet vai poder oferecer um serviço ainda melhor a seus clientes”, diz Gabriel Braga, presidente e cofundador do QuintoAndar. 

Criada em 2013, o QuintoAndar ganhou popularidade com um sistema online de aluguéis de imóveis. Em setembro de 2019, a empresa recebeu um investimento de 250 milhões de dólares liderado pelo grupo japonês Softbank, o que a alçou à condição de unicórnio, jargão do mercado para startups avaliadas em mais de 1 bilhão de dólares.

A companhia tem hoje mais de 30 bilhões de reais em ativos sob administração e opera em 30 cidades do país. Em agosto, a empresa iniciou sua operação de venda e compra de imóveis no Rio de Janeiro. Na época, anunciou também que seu negócio já havia recuperado os patamares pré-pandemia.

Fonte: EXAME

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *